Blog

Advogado para empresa – Quais são seus deveres e funções?

advogado para empresa
07/06/2022

Se você é empresário, deve contar com um advogado para empresa em todos os trâmites do seu negócio. Ele vai se precaver e evitar erros que podem ocorrer pela falta de auxílio nos diversos setores.

Aqui você vai conhecer todos os deveres e as funções desse profissional. Continue a leitura e saiba no que ele pode ajudar na sua empresa.

Deveres e funções de um advogado para empresa

O advogado para empresa têm papel fundamental no seu negócio. Ele realiza trabalhos preventivos, orienta os gestores a tomarem decisões, sempre prevendo prejuízos e riscos que podem atingir a empresa.

Uma das suas principais obrigações é solucionar problemas jurídicos, garantindo que todos os direitos do negócio sejam cumpridos, além de ajudar nas dependências internas da empresa.

Ele deve, além de conhecer o mundo empresarial, se informar sobre o segmento do negócio, bem como, saber quem é o seu público, seus deveres perante a lei e suas necessidades.

Alguns dos processos que envolvem as companhias são os trabalhistas. Para evitar que isso aconteça, o advogado empresarial deve estar atento se todas as leis trabalhistas estão sendo cumpridas como carga horária do setor e condições da área de trabalho.

Contudo, deve também estar alinhado a todas as estratégias do negócio, ajudando a otimizar os processos, diminuir custos e aumentar a produtividade.

Deve orientar os gestores a tomarem boas decisões na hora de criar um produto, mudar de segmento, dentre outros. Nesse momento, ele será a razão da empresa, muitas vezes, tendo que ter uma visão mais empreendedora do que advocatícia. O dono do negócio pode tomar decisões agindo pela emoção, que podem não ser boas para a empresa.

Por fim, ele vai auxiliar e, várias vezes, ser o porta-voz do gestor nas reuniões. Fazendo com que ele seja conduzido pelo melhor caminho para o crescimento da empresa.

Qual o perfil ideal de um advogado para empresa

O advogado para empresa deve compreender todo o negócio do seu cliente, tanto seu setor quanto a concorrência. Outras áreas de conhecimento também são bem-vindas como contabilidade, finanças e marketing.

Ele não deve ter medo de inovar, fazer novas especializações e conhecer as tendências tecnológicas. Para não errar na contratação desse profissional, você deve seguir alguns critérios básicos:

  • Verificar se ele é inscrito na OAB, essa informação pode ser confirmada no site do Cadastro Nacional de Advogados, inserindo o número da sua inscrição e nome completo;
  • Ele deve ter experiência na área para que seus processos sejam mais rápidos e certeiros;
    Antes de fechar o contrato, leia todas as cláusulas e esteja ciente de quanto será o valor cobrado;
  • As informações devem ser passadas de forma objetiva, você não deve ficar com nenhuma dúvida;
  • Acima de tudo, ele deve passar segurança, afinal, sua empresa contará com ele em momentos delicados.

Não deixe para contratá-lo somente quando estiver com algum processo na justiça, seja precavido.

Navegue pelo nosso blog e encontre mais informações sobre o mundo advocatício.